Artígos

Qual a diferença entre livre arbítrio, Fé e pensamento positivo?

arbitr

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Livre Arbítrio  

Os desígnios de Deus são inconfundíveis. Pois tudo que Ele determina à respeito de alguma pessoa na terra, Ele cumpre. Independente das situaçôes criadas pelo seu livre arbítrio. Um exemplo claro é o de Abraão .Quando Deus o fez sair da terra de seus pais para peregrinar em terra estranha, lhe prometeu abençoar de tal forma, que quem o abençoasse, seria abençoado e quem o amaldiçoasse seria amaldiçoado. Farei de ti uma grande nação, e abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome e tu serás uma bênção. E em ti serão benditas todas as famílias da terra. E firmado nessas promessas ele seguiu o caminho da peregrinação, se tornando um hebreu. Creu nas promessas. Entretanto, diante da fome, desceu ao Egito pelo seu livre arbítrio sem consultar a Deus. 

Quando percebeu na entrada da cidade, que sua esposa Sarah, mesmo com aproximadamente 73 anos, ainda era uma mulher formosa à vista. O medo que tomou conta dele, lhe fez esquecer-se das promessas feitas por Deus. Ao invés de pedir socorro ao Senhor Deus, achou mais fácil pedir a Sarah que mentisse. 

Para ele, talvez, uma pequena mentira, ou melhor, dizendo, uma meia mentira.

Daí para frente, tendo Faraó se apoderado de sua mulher e Deus ferindo a Faraó e sua casa com grandes pragas, ou seja, Deus por amar os seus desígnios e honrar suas promessas, entrou em defesa de seu servo Abraão, fraco em seu caráter, mas crente em Deus. Ficou na verdade, Rico, abençoado materialmente falando, porém, desmoralizado perante faraó, o Egito e principalmente perante Sarah. Quando ela não crendo mais nas promessas de Deus, pediu que ele, Abraão entrasse e possuísse sua escrava Hagar para que ela lhe desse um filho, não teve moral e nem coragem para dizer à Sarah: Não Sarah! Não foi esta promessa que Deus me fez. Vamos esperar pelo seu cumprimento em nossas vidas. Não! Ele não podia falar assim com ela, pois estava totalmente desmoralizado e comprometido com o que ele tinha determinado que ela fizesse (mentir).

Não temos idéia de tudo o que Sarah passou enquanto esteve na casa de Faraó. Sabemos que daí para frente algumas coisas haviam mudado na vida deles. Abraão não tinha mais condiçôes de dizer não à Sarah. Entrou e possuiu Hagar e para encurtar, esta lhe deu um filho chamado Ismael, mas, contudo, a promessa de Deus não deixaria de se cumprir, O Senhor iria cumprir os seus desígnios. E há seu tempo, quando tudo parecia distante demais para Deus cumprir sua promessa, quando Sarah já tinha seu útero adormecido, O Senhor Deus fez o milagre, cumpriu a promessa, cumpriu o seu desígnio na vida de Abraão, que Ele escolhera. Deu-lhe um filho e que se chamou Isaque. Não estou querendo com estas palavras denegrir o Servo de Deus Abraão, mas sim, demonstrar que mesmo ele falhando (e quem não falha), diante de Deus, O Senhor cumpriu as promessas, seus desígnios, na vida daquele que escolhera para esta missão.

Deixou é claro, pelo seu livre arbítrio, um “problemão” para a humanidade. Isaque (o filho da promessa) e Ismael, (filho do livre arbítrio). Que formaram os povos hebreus e árabes. (Que nunca se amaram, se amam e se amarão). Muito pelo contrário, se odeiam e se destroem o tempo todo, e o pior, tudo em nome de Deus.

Contudo, Abraão alcançou as promessas (Deus não podia negar a si mesmo). Abraão creu e pela fé, se tornou o pai da mesma. Era o desígnio de Deus se cumprindo na vida de um homem que Ele havia escolhido e se cumprirá na vida de quem Ele escolher. Mesmo que o nosso livre arbítrio atrapalhe e atrase um pouco.

 

A Fé, como sabemos, é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das que não vemos. Como esperar o que não conhecemos e nem sabemos que existem? Se não conhecemos e não sabemos que existem, como teremos prova das mesmas?

Mais sabemos que a Fé é um Dom de Deus. Logo, para crermos, precisamos que O Senhor, nos revista do Dom da Fé, sem o qual, é impossível agradar-lhe. 

Pela Fé os antigos alcançaram testemunho. E pela Fé, cremos que os mundos foram criados pela palavra de Deus. De maneira que o que se vê não foi feito do que é aparente. Interessante! Os homens buscam conhecimento e através da ciência, dizem que o “Big-Bang” foi o começo de tudo e a cada dia buscam a história da humanidade e da evolução por alguns lampejos que Deus envia para alguns aqui na terra e os demais humanos, ficam maravilhados com eles. Mais não conseguem se maravilhar com Deus. Ora, Newton, a poucos séculos atrás, conseguiu comprovar o que o servo de Deus Jó, no cap. 26 verso 7, que Deus suspende a terra sobre o nada. 

Ele só não usou a palavra gravidade. Mas errou quando disse que o tempo era absoluto. Einstein, buscando no livro dos Salmos, principalmente para mim, o Salmo 90 verso 4, onde diz: ”Porque mil anos são os teus olhos como o dia de ontem que passou, e como a vigília da noite”, ou seja, o tempo é relativo e só existe para nós aqui na terra. Assim sendo, o tempo é relativo. Passou a ser considerado gênio! E não nos trouxe nenhuma novidade, pois a resposta Deus já havia deixada escrita. Deus lhe deu a condição de desenvolvê-la.

Quando Deus diz que, tudo que se vê não foi feito do que é aparente, logo, percebemos que tudo que estamos vendo não é bem o que vemos (física quântica?). Não. Apenas, Deus dá forma no que não tem forma e reforma o que tinha forma. Ele faz o que quer e nós, homens, vivemos procurando provar isto e aquilo, quando por Fé, tudo fica mais simples e mais fácil. Enquanto os cientistas buscam telescópios potentes procurando encontrar respostas cósmicas no universo, vemos com simplicidade e pela fé, homens de Deus que tiveram acesso aos mundos de Deus.

Citarei alguns: Daniel, Zacarias, e principalmente em tempos mais recentes, o Apóstolo João. Com simplicidade, Deus abriu uma porta no céu, e mandou que ele em espírito subisse até lá, para conhecer parte do seu reino e as coisas que em breve iriam acontecer. Quanto mais a ciência através de alguns, provar a inexistência de Deus, mas se aproxima Dele. O que os homens de ciência ainda não entenderam é que para se saber o que se passa nos universos criados por Deus é preciso andar com Ele, como Enoque andou e tantos outros. 

Quando os homens pensam ter descoberto algo importante, logo percebem que a resposta já está na palavra de Deus. Por isso, é importante viver pela Fé. 

Fé é isso! Ter certeza de que se está esperando, através das promessas que vemos  cumpridas em nossas vidas (materializadas através dos milagres).

 

Pensamento Positivo

Existe no ser-humano, três forças distintas: Força do Bem (Deus) do mal (maligna) e força da mente. O pensamento positivo vem justamente da força da mente. É provado que se exercitarmos a nossa mente, chegando a usar até seis décimos da sua capacidade, conseguimos fazer o que para muitos seria proeza. Todos que estiverem na mesma sintonia, conseguem se comunicar através de pensamentos (telepatia).

Isso nada mais é, do que o exercício da força da mente, que não tem nada a ver com Fé e muito menos com revelação de Deus. Simplesmente é algo que Deus depositou nas mentes humanas, mas bem poucos a usa. A Fé não se mistura e nem pode se misturar com nada do que é e que está na terra. Fé é dom de Deus. Logo, se é de Deus, é do Céu. Através da força da mente e da sabedoria humana, ninguém conhecerá o mistério de Deus e de seus mundos em sua essência.

Mais por fé e pelo Espírito Santo, poderá ser o homem ou mulher mais simples e sem cultura da face da terra, e terá acesso livre aos céus e suas galáxias desconhecidas ainda pelos meros homens. Glória a Deus!

O Velho

Indique esta página