Brasil

11/09/2017Brasil vota novamente contra Israel na Unesco e ignora laços entre judeus e Jerusalém

Vista aérea mostra Cúpula da Rocha, Monte do Templo e Muro das Lamentaçôes na Cidade Velha de Jerusalém. (Foto: Reuters/Eliana Aponte)

A Organização das Naçôes Unidos para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) aprovou nesta terça-feira (2), em uma reunião em Paris, a controversa resolução que retira a soberania de Israel sobre a cidade de Jerusalém.
 
O texto que indica que Israel não tem direitos legais ou históricos sobre Jerusalém foi aprovado por  22 países, incluindo Brasil, Rússia, China, África do Sul, Nigéria, Irã, Paquistão, Vietnã e outros países árabes. Dez países votaram contra a resolução, como Estados Unidos, Alemanha, Itália, Grã-Bretanha, Holanda, Grécia, Paraguai e Ucrânia.
 
A votação da resolução, que coincidiu com a comemoração do Dia da Independência de Israel, indica que o Estado judeu é uma “potência ocupante” em Jerusalém, alegando que a nação não tem vínculos jurídicos ou históricos sobre qualquer parte da cidade.
 
A resolução também critica o governo israelense pelos projetos de construção na Cidade Velha de Jerusalém e em locais sagrados de Hebrom, na Cisjordânia, além de pedir o fim do bloqueio de Israel em Gaza.
 
Esta versão, no entanto, foi ligeiramente menos severa do que as resoluçôes anteriores, já que o atual documento reconhece a importância da cidade para as “três religiôes monoteístas”. Além disso, a atual resolução não se refere ao Monte do Templo e ao Muro das Lamentaçôes com os nomes muçulmanos.
 
Logo após a votação, o embaixador de Israel na ONU, Danny Danon, se pronunciou sobre a resolução. “Esta decisão tendenciosa e descaradamente mentirosa, e as tentativas para disputar a ligação entre Israel e Jerusalém, não irão mudar o simples fato de que esta cidade é a capital histórica e eterna do povo judeu”.
 

Embaixador de Israel, Danny Danon, durante reunião do Conselho de Segurança das Naçôes Unidas. (Foto: ONU/Rick Bajornas)

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu também criticou duramente a resolução da Unesco. “Não há nenhum outro povo no mundo que vê Jerusalém como um lugar tão sagrado e importante como o povo judeu. Nenhuma reunião realizada na Unesco poderá tentar negar essa verdade histórica”, disse ele. “Denunciamos a Unesco e defendemos a nossa verdade, que é a verdade”.
 
No Brasil, a Frente Parlamentar em Defesa da Vida e da Família da Câmara dos Deputados também manifestou seu repúdio em relação à postura do presidente Michel Temer.
 
“Não podemos aceitar qualquer medida que seja contrária ao povo de Israel, e ao seu legado histórico de contribuição para a humanidade, e por consequência para os cristãos”, afirmou o deputado federal Alan Rick, presidente da Frente Parlamentar.
 
“O Brasil como um país predominantemente cristão deve se manifestar no sentido de unir forças a Israel em defesa de seu legado histórico, e do respeito ao legado histórico construído pelo povo judeu, e sua imprescindível colaboração com os cristãos no mundo”, Rick acrescentou.
 
 
FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE TIMES OF ISRAEL

Indique esta página
Poderá também gostar de:
img
Meio ambiente em 2018: ‘agenda de arrepiar’ no...
img
Privatização da água ameaça meio ambiente e saúde...
img
Ruralômetro: Atuação de 60% dos deputados...
img
Prazo para entrega de planos de saneamento é...
img
Brasil vendendo a Amazônia - Ministério do Meio...
img
6 em cada 10 motoristas abririam mão de carro se...
img
Senado aprova medida provisória que incentiva...
img
Brasil tem ano com o maior número de queimadas da...
img
Apoio a agricultores familiares é fundamental na...
img
Brasil libera até 5 mil vezes mais agrotóxicos do...
img
Estudo indica caminhos para Brasil zerar...
img
Mais de 90 cidades paulistas não têm coleta...
img
JBS é a empresa de carne que mais emite gases de...
img
Emissão de gases de efeito estufa no Brasil...
img
Brasileiro “consome” em média 5 kg de agrotóxicos...
img
“O Brasil é por Israel e ninguém pode rasgar a...
img
Brasil vota novamente contra Israel na Unesco e...
img
Mineradoras canadenses souberam de extinção de...
img
SUS disponibiliza curso grátis e online sobre...
img
Poluição mata duas vezes mais que o trânsito em...
img
Reforço militar determinado por Temer já opera...
img
Amazônia desmatada concentra 9 em cada 10 mortes...
img
Brasil lidera ranking de ativistas ambientais...
img
Estudo relaciona incidência de tuberculose com...
img
Carros a serviço do Ibama são queimados no...
img
Brasil pode não atingir objetivos sustentáveis da...
img
Professores passam a ler Bíblia para alunos, após...
img
EUA suspendem importação de carne bovina fresca...
img
Governo do Brasil tenta reduzir direitos...
img
Após inaugurarem templo evangélico, policiais do...
Page 1 of 5
Mais Notícias...