Notícias

11/04/2018Baleia morre depois de ingerir 29 quilos de resíduos plásticos jogados no mar

Uma baleia foi encontrada morta na costa de Múrcia, no sul da Espanha, após sofrer um choque gástrico causado pela ingestão de 29 quilos de resíduos plásticos, que estavam jogados no mar.

Após uma autópsia realizada no final de fevereiro, biólogos marinhos afirmaram terem identificado sacolas plásticas, pedaços de cordas, redes de pesca e até mesmo uma lata de plástico no estômago da baleia macho de 10 metros.

Segundo os especialistas, o animal de seis toneladas foi retirado já sem vida de uma praia em Cabo de Palos no final de fevereiro, porém o caso só foi retratado pela mídia agora, depois de o governo regional de Múrcia lançar uma campanha contra o despejo de resíduos plásticos no oceano.

Para a diretora-geral de meio ambiente do governo de Múrcia, Consuelo Rosauro, a presença de itens plásticos no oceano se tornou uma das maiores ameaças à vida marinha em todo o mundo na última década. “Muitos animais ficam presos no lixo ou ingerem grandes quantidades de plástico que acabam causando sua morte”, afirmou ao The Telegraph .

Baleia ameaçada de extinção

A baleia encontrada morta pertencia a espécie cachalote, que está ameaçada de extinção. Considerada a maior baleia dentada, possui cérebro mais avantajado do de qualquer criatura terrestre e tem vida útil de aproximadamente 70 anos.

Especialistas do Centro de Resgate de Vida Silvestre de Múrcia, responsáveis pela realização da autópsia, expuseram não terem conseguido retirar o plástico encontrado no sistema digestivo do animal, detectando um caso de peritonite fatal.

A campanha de Múrcia conduzida em colaboração com a Associação Europeia do Meio Ambiente e do Fundo Europeu para o Desenvolvimento Regional, envolverá atividades de conscientização e limpeza de praias.

Já os resíduos coletados serão catalogados e analisados ​​para determinar sua origem, além de evidenciarem a quantidade de lixo nos oceanos, com estimativa de oito milhôes de toneladas de plásticos jogados no ambiente marinho todo o ano. Para Rosauro, é preciso criar uma consciência ambiental para que animais como a baleia cachalote sejam salvos e para que os oceanos não virem “um sopão de resíduos industriais e químicos”.

Fonte: IG

Indique esta página
Poderá também gostar de:
img
Quem mais gera lixo no mundo, e quem mais sofre...
img
Ambientalistas tentam evitar que Belo Monte cause...
img
Pesquisador quer construir muralha para impedir...
img
Três coisas que podemos fazer para evitar que a...
img
Ondas de calor serão mais intensas e já refletem...
img
Com as ondas de calor que Europa passa, temporais...
img
Brasil, o país mais letal para defensores da...
img
Grécia procura respostas para a...
img
Mundo deve ter onda de calor a cada dois anos;...
img
Como indústria da carne contribui para o...
img
Estamos consumindo peixe como nunca, e a conta...
img
Lixo orgânico também pode e deve ser...
img
Em um mistério ambiental, muitos indícios apontam...
img
Cientistas identificam fonte de misteriosas...
img
Gás de “fracking” e a falsa impressão de vantagem...
img
Brasil pôe metas do clima em risco, diz...
img
Governança ambiental brasileira é retrocesso...
img
Monsanto, a gigante agroquímica de produtos...
img
Aquecimento global pode ser muito pior do que o...
img
América Latina é uma das três regiôes do mundo...
img
Empresa canadense desenvolve método que gera...
img
Secas se espalham pelo País e 59% das cidades não...
img
Lixo químico pôe em risco o abastecimento de 12...
img
Sul-coreanos criam oásis de alimentos orgânicos...
img
Poluição do ar já provocou 3,2 milhôes de novos...
img
ONU alerta para poluição das águas por abuso de...
img
Energia nuclear segura, limpa, barata e quase...
img
Aumento do nível do mar ameaça milhôes de casas e...
img
Queima indiscriminada de lixo se torna problema...
img
Derretimento acelera, e Antártida perde 2,7...
Page 1 of 692
Mais Notícias...