Domingo, 12 Julho 2020

Família

29/10/2019Pai recupera guarda e pode impedir que filho de 7 anos seja transformado em menina

Jeff Younger (esquerda) e seu filho James. (Foto: Save James)
 
A juíza no caso de um pai do Texas, que recentemente perdeu sua tentativa legal de impedir que sua ex-esposa transformasse o filho de sete anos em menina, decidiu na última quinta-feira que ambos os pais terão uma tutela conjunta sobre o menino.
 
O grupo conservador 'LifeSite News' relatou que a juíza Kim Cooks, do 255º distrito, também proferiu em sua decisão que essa tutela em conjunto também inclui que ambos os pais poderão tomar decisôes médicas sobre a criança.
 
A juíza também estabeleceu uma ordem, proibindo que ambos os pais falem ŕ imprensa sobre o caso que envolve a transição de gênero (ou não) do garoto. Além disso, o pai não será obrigado a pagar honorários advocatícios em razão da recente vitória que a mãe do garoto havia conquistado no tribunal.
 
No início desta semana, funcionários do governo do estado do Texas disseram que analisariam o caso.
 
O pai do garoto diz que, quando James está com ele, ele não mostra sinais de querer ser uma garota quando tem a opção.
 
Documentos judiciais mostram que o garoto se veste de menina e tem o nome de "Luna" quando está com a mãe, mas testemunhas do pai dizem que ele escolhe roupas de menino e se chama "James" quando está com ele.
 
No início da semana, um júri havia decidido contra a custódia do pai sobre o menino, dando a guarda exclusiva da criança ŕ mãe. O pai lutou por isso porque a mãe está tentando forçar legalmente o pai a tratar James como se o garoto fosse uma menina. O LifeSite News também relatou que a mãe deseja administrar hormônios e bloqueadores da puberdade em James para iniciar a transição de gênero no garoto. A indignação foi generalizada:
 
"Isso é de partir o coração e cria um precedente horrível. Uma criança de 7 anos não pode tomar essa decisão ou entendê-la. Os pais devem saber o melhor. Espero que esse pai receba o apoio público de que precisa", disse.
 
Agora, o governador do Texas, Greg Abbott, diz que seu governo está investigando o caso.
 
"Para sua informação, James Younger, de 7 anos, está sendo investigado pela Procuradoria Geral do Texas e pelo Departamento de Serviços Familiares e de Proteção do Texas", escreveu o deputado Dan Crenshaw.
 
E o senador texano Ted Cruz também está avaliando o caso em seu estado natal.
 
"Isso é horrível e trágico. Quando um pai submete uma criança tão pequena a bloqueadores hormonais que alteram a vida, a transição médica de seu sexo não passa de abuso infantil", diz Cruz.
 
"Uma criança de 7 anos não tem maturidade para tomar decisôes profundas como essa. O estado do Texas deve proteger o direito dessa criança de escolher - como uma pessoa madura e informada - e não deixar que ela seja usada como uma marionete da agenda política da esquerda. #ProtectJamesYounger", conclui Cruz.
 
Um legislador do estado do Texas está tomando medidas para impedir casos futuros como este.
 
O deputado Matt Krause, que destaca sua fé cristã em sua biografia no Twitter, representa o HD 93 no Legislativo do Texas. Ele escreve no Twitter:
 
"Na ausência de uma sessão especial entre agora e a 87ª Sessão, apresentarei uma legislação que proíbe o uso de bloqueadores da puberdade nessas situaçôes para menores de 18 anos. Perdemos nossa oportunidade de fazê-lo na 86ª Sessão. Não perderemos a próxima".
 
 
COM INFORMAÇÕES DA CBN NEWS

Indique esta página

FACEBOOK



Deuteronômio 7:9
"Saberás, pois, que o SENHOR, teu Deus, é Deus, o Deus fiel, que guarda a aliança e a misericórdia até mil gerações aos que o amam e cumprem os seus mandamentos."

Newsletter

Assine a nossa newsletter. Não perca nenhuma notícia ou história.

Nós não fazemos spam!

Search